Social Icons

Pages

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Templo x templos


Jesus em certa ocasião se encontrou com uma mulher da Samaria. Essa mulher era uma boa religiosa, tal como boa parte dos Judeus. Ao saber que Jesus era Judeu, a mulher parece ter sentindo certo desânimo com aquela conversa que estavam tendo, isso porque os Samaritanos e os Judeus não se entendiam bem. Por isso, a mulher deixou clara a divergência entre eles dizendo que os Judeus dizem que se adora a Deus no monte onde estava o templo de Salomão e os Samaritanos dizem que se adora a Deus no monte deles próprios.
A resposta de Jesus, como sempre, muito boa, foi de que era chegado o momento em que os verdadeiros adoradores adorarão em espírito e em verdade.
Mas, que isso tem a ver com a localização do templo a que à Samaritana se referia?
Tem tudo a ver. Jesus ensinou que essa conversa de que um templo é a casa de Deus é conversa mal conversada. Ensinou-nos que com Ele, cada corpo é um templo. Cada fiel é um sacerdote. Ou seja, era chegado o momento em que tanto importa se você vai ao templo do monte da Presbiteriana do Brasil, da Luterana, da Batista ou da Metodista, isso não interessa a Deus. O que interessa é o verdadeiro local de adoração, que é seu próprio corpo, seu próprio ser.
Ir a um templo sem ser você próprio um templo em si é perda de tempo. Ser o templo em si e não ir a um templo, por outro lado, é grande coisa. Claro que por razões de companheirismo, todo aquele que é em si um templo sente prazer em congregar com outros irmãos, formando um ‘templão’ abençoado. Mas, desvirtuar o sentido de templo é um mal.
Infelizmente as igrejas, e não a Igreja, ensinam que não há fé Cristã fora das igrejas. Infelizmente não ensinam que as igrejas são somente instituições que aglomeram pessoas que são a Igreja. Não ensinam que Deus não habita lá, mas sim que lá é um ponto de cultura de uma fé comum. Se esquecem de ensinar que o verdadeiro adorador não adora nos templos, mas sim em seu dia a dia, crescendo, mudando, se transformando, vivendo sob a Graça, testificando o Evangelho.
São esses que Jesus quer que Lhe interessam.