Social Icons

Pages

sábado, 23 de julho de 2011

A Bíblia é a Palavra de Deus?

Para você, a Bíblia é a Palavra de Deus? Quantas vezes você já parou para refletir sobre este tema? Eu, como bom Reformado, bom Presbiteriano que sou, cresci lendo relendo por diversas vezes os Catecismos e a Confissão de Fé de Westminster. Estes estabelecem cuidadosamente como a Bíblia é a Palavra infalível de Deus.
De fato, creio que a Palavra de Deus tem de ser infalível, afinal, como a humanidade pode ser ensinada através de algo errôneo? Seria irracional deixar os errantes serem guiados por algo assim.
A fé Protestante (ou Reformada) realmente foi uma grande benção para o mundo. Hoje em dia, em meio a uma nuvem densa em que o Pentecostalismo se tornou sinônimo de fé Evangélica (eu mesmo não misturo isso. Se me perguntam se sou evangélico, digo que sou Reformado, que os Reformados seguem a fé do Evangelho de Jesus, mas muito diferente do popular evangélico Pentecostal que é conhecido por todos os lados). Mas como eu relatava, a fé Reformada trouxe respostas e liberdade a um mundo dominado pela cegueira política, social, tecnológica e científica. Após as Reformas é que o mundo Europeu começou a girar. Em 500 anos foi feito muito mais que nos outros 1500 anos. Mas, embora nossa fé Reformada tenha trazido imensos benefícios, o fundamentalismo ou conservadorismo tem trazido alguns problemas atualmente. Acredito que uma medida razoável de conservadorismo é essencial, mas não dou meu voto a favor de um conservadorismo infantil que faz birra diante da surra intelectual que recebe.
Neste ponto um erro sério tem sido mantido pelos mais conservadores: dizer que a Bíblia é em si a Palavra de Deus.
De fato, não creio que ela o seja.
Ah sim, neste momento muitos começam a fechar este texto e não querem mais lê-lo. Ou talvez neste momento o autor se torna uma espécie de anjo do inferno vindo diretamente para tentar corromper sua pobre alma para tragá-lo para o inferno. Mas, a verdade está longe disso.
Creio que a Bíblia É ESSENCIAL PARA A VIDA CRISTÃ. Que ela deve ser uma regra de fé e prática. Que precisamos, todos nós, lê e meditar nas Escrituras. Sim, que precisamos pregá-la. Que ela diz sim a verdade.
Aí você se pergunta: mas se ela não é a Palavra e Deus, não estou entendendo o que o autor quer dizer com isso!
O que quero dizer, para ser bem raso, superficial e tosco (porque detesto a frase que vou usar), a Bíblia não é, ela contém o relato da Palavra de Deus.
Primeiramente, dando leite para quem ainda não se fartou com este banquete, a Bíblia jamais se posiciona como a Palavra de Deus. Você já observou isso? Ela chama outros trechos de ‘Escrituras’, de ‘Livro da Lei’ ou de outras coisas, mas jamais de Palavra de Deus. Agora, faça uma pausa. Pegue uma concordância bíblica e faça uma pesquisa pelo título ‘Palavra de Deus’ em sua Bíblia. Veja o que você encontrará. Encontrou? A única referência que temos neste sentido é o próprio Senhor Jesus sendo chamado de Palavra. O Logos, o Verbo, a Palavra, a Ação, o Poder, a Autoridade de Deus. Compreendeu?
Pois bem, as Escrituras são um testemunho fidedigno dAquele que é a Palavra. Cristo é a Palavra de Deus. Estabelecer a Bíblia como a Palavra é pô-la em igualdade a Cristo, o que é um erro grave.
A Bíblia também não pode ser a Palavra de Deus porque Deus teria de tê-la ditado. Ok, aqui alguém pensará: mas e a inspiração? A Bíblia não foi inspirada?
Respondo. A ‘inspiração’ se dá diretamente por Deus através daquilo que Ele queira utilizar como Mensagem para revelar algo sobre Aquele que é a Palavra, sobre Cristo. Se Deus quiser, através de uma canção secular, como por exemplo, através da música ‘Pride’ do U2 que fala como Jesus veio pregar o amor ao mundo, Deus pode levar alguém ao conhecimento da Verdade, que é Jesus.
As Escrituras não são obra diretamente psicografada por Deus. É obra de diversos homens que testificavam sobre a Verdade. Ela é testemunho da Verdade e não a Verdade. A Bíblia fala dAquele que é a Palavra, ela não fala de si própria, não se auto-testifica. Mas, vejamos mais, se a Bíblia é a Palavra de Deus por conter palavras pronunciadas diretamente por Deus e Jesus, então devemos dizer que a Bíblia é a palavra do homem porque também contém palavras da sabedoria dos homens (leia Jô e verá muita palavra dos homens). Também deve ser chamada de a palavra do jumento, pois até o jumento tem seus minutos de fama com Balaão. Até mesmo teria de ser chamada de palavra de Satanás, afinal de contas, não lemos Satanás na Bíblia falando com Deus e Jesus? Se a Bíblia é como que uma obra redigida pela mente de Deus letra por letra, infalível e a própria Palavra de Deus, então teremos de admitir que Satanás falava inspirado pelo Espírito Santo ao ter suas palavras gravadas nas Escrituras.
Prezados, não é assim que as coisas funcionam. Cada personagem citado aqui falou de si próprio. O próprio Paulo em determinado momento disse que estava dando uma instrução de si próprio e não inspirado por Deus, por exemplo em I Coríntios 7:12. No verso 10, quando Paulo cita algo que Jesus ensinou, ele diz que foi mandamento do Senhor, mas no verso 12, onde ele dá uma instrução com base em sua opinião, Paulo diz que não é mandamento, mas é a opinião dele procurando o que for mais adequado.
O que mais? A Bíblia inteira está escrita com pontos de vista particulares, com opiniões, com idéias. Isso é ser humano. Os autores testemunhavam FATOS e os testificavam conforme podiam. Amigo leitor, a Bíblia possui até mesmo livros que são históricos, atas reais, documentos de um governo! É como se alguém pegasse as atas de decisões da presidente da República e as inserisse em outro livro dizendo que são a Palavra de Deus! E foi isso mesmo que aconteceu.
De forma alguma o verdadeiro Cristão deixará as Escrituras de lado, de forma alguma. Mas, o bom Cristão, aquele que arrazoa, que pensa, que reflete, tem prontidão para dar a razão de sua fé. Ele possui uma fé lógica e não cega. Deus é o Deus que cura cegos. No entanto, temos de compreender que quem é infalível é Cristo, e não os testemunhos que diversos homens fizeram a seu respeito. Quem é perfeito é Cristo, e não o que nós homens falhos dizemos sobre Ele. Que é a Palavra, que é o Verbo, quem é Aquele que diz e as coisas são, que determina e as coisas acontecem é Cristo e não o testemunho sobre Ele.
As Escrituras são, de fato, um milagre. Não um milagre em suas letras em si, mas o milagre está em Deus utilizar um testemunho feito por homens para conduzir outros homens à verdade. É o milagre de transformar o testemunho de homens falhos na Palavra de Deus, que é Cristo.
Sem quere me estender muito, já ocupei duas folhas do Word neste pequeno artigo. Certamente que ele atrairá muitos comentários, sendo boa parte raivosa como sempre recebo. No entanto, peço que dêem suas opiniões e visões para que possamos ampliar nosso diálogo.
nEle, que é a Palavra, o Verbo Eterno de Deus.

3 comentários:

  1. Interessante parecer, um parecer particular sobre a "A palavra", assim como sugerido em seu artigo, no meu ponto de vista, não houve interrupções na importância incontestável sobre o valor da "Palavra Escrita" que testemunha da "Palavra Encarnada", parabéns!
    A.Venancio.
    Visite: hppt://dizimodeseutalento.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Ainda preciso estudar mais sobre o assunto. Mas entendi a sua proposta, e ainda não tinha refletido sobre isso... Não direi mais: a Bíblia é a palavra de Deus. Sim: a Bíblia contém a palavra de Deus e nos revela a Palavra (Jesus).

    ResponderExcluir
  3. Há anos o Supremo Tribunal Federal tem um suas mãos o processo do mensalão, o maior esquema de corrupção já montado neste pais.

    O STF indiciou por unanimidade, 40 políticos ligados ao governo de Luiz Inácio Lula da Silva. O Ministros indiciaram estes corruptos com base em provas levantadas pela Policia Federal, pelas Comissões Parlamentares Mistas de Inquérito e pela Procuradoria Geral da Republica.

    O caso está ficando esquecido. O PT montou um esquema bem montado para desacreditar os relatórios e provas levantados.

    Este caso não pode acabar em pizza como acontece tantas vezes em nosso Brasil. Dinheiro público foi desviado para beneficiar os detentores do poder.

    Não podemos permitir que este caso caia no esquecimento. Precisamos relembrar o povo dos acontecimentos.

    Lutamos com o que podemos, com nossos computadores e com a internet. Para isto criamos um site, Mensalão – Nunca antes na história deste pais - http://mensalao.ning.com/

    Convidamos os amigos a participar deste esforço se juntando a nós neste site.

    Contamos com a ajuda de todos os que querem ver um Brasil onde se valorizem os princípios de ética, honestidade e moral.

    ResponderExcluir